Games on Demand e derivados

Quem não gostaria de ter uma coleção de games na prateleira bem longa e cheia de capinhas bacanas pra “tirar onda” com os parceiros de jogatina? Eu sou um dos entusiastas que gostam disso. Mas em tempos de internet banda larga, facilidades virtuais, e principalmente falta de grana (tá foda) aliada ao “não quero esperar xx dias pra isso chegar”, os serviços de venda virtual de alguns jogos vem bem a calhar.

De vez em quando, até o preço ajuda um pouco nessa parte. Eu sempre quis jogar Bayonetta (essa palavra parece sinônimo pra buc$#*), mas não tava nunca nas minhas prioridades de compras, até o dia que vi ele à venda no serviço do Games on Demand na Xbox Live. O jogo estava por 1600 MS Points, cerca de 20 Dólares. Não rolou nem dúvida, peguei na hora. Claro que não tenho manual, caixinha bonitinha, mas a vantagem de poder jogar o jogo no mesmo dia e por um preço bacana me fizeram levar o jogo na hora.

Recentemente minha compra foi o Star Wars Force Unleashed 2, que baixou de 39 dólares para 19. Esse era um jogo que eu vinha namorando de muito tempo pegar mais barato por ebay, ou outro site de venda de usados. Quando saiu mês passado a redução de preço dele, eu tive que levar, sem a pun#*& de esperar 3, 4 semanas, em média, se comprar do exterior.

Mas a melhor compra que aconteceu nos últimos dias foi a do Fifa 12. A PSN europeia está vendendo o jogo de forma virtual. Podendo ser dividido em até 5 pessoas cada download, meu irmão comprou na hora. Um jogo novo, que eu provavelmente só iria colocar nos orçamentos de compras provavelmente lá pra fevereiro do ano que vem e eu já estou jogando, e aliás, diga-se de passagem, curtindo pra caramba a nova versão. Se alguém perder pro vasco na psn online, saiba que tem chances de ter sido eu quem ganhou.

A coisa melhora ainda mais pra quem joga no PC. É bem verdade que no PC não saem vários títulos consagrados dos consoles, e principalmente, muitos deles você precisa ter uma pu%@ máquina pra rodar bonito.  Mas o pessoal que usa o serviço do Steam provavelmente são os que mais gastam com jogos. Eu digo isso não porque os jogos são mais caros, mas pelo contrário, tem muitas promoções. Os Deal of The Week na Live ou as promos da PSN não chegam nunca na quantidade de promoções que acontecem na Steam. E isso acontece com jogos novos e principalmente com velhos, você vê um Fallout, ou Fallout 2 a 10 dólares cada e pensa, “tá, preço normal pra um jogo muito antigo”, aí olha no dia seguinte e a Steam coloca em promoção relâmpago por 2,3 dólares. Com um preço tão baixo, você acaba comprando porque não vai pesar no seu orçamento, mas se não toma cuidado, compra demais e acaba pesando de verdade.

Resumindo, seja na plataforma que você utilizar pra jogos que for, se você quer aumentar sua gameoteca (existe isso?), considere também abdicar de caixinhas e manuais bacanas na sua prateleira em prol da praticidade e rapidez de comprar e baixar um jogo no serviço online que seu console/computador usa.

Anúncios

2 respostas para “Games on Demand e derivados

  • Marcus Medeiros (@TomySakazaki)

    Sinceramente, em época que a produtora já abdica de manual antes do consumidor (ou usuário para eles) tem valido mais a pena comprar virtual.
    Só tem o problema de alguns sistemas não serem maleáveis com redownloads e trocas de máquina (PSN estou olhando para ti).
    E faltou falar do GoG.com (good old games), cujo principal foco é jogo antigo e vez em quando surgem promoções boas, e o principal, sem DRM.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: