Ninjas urbanos

Imagine a cena: você mora numa grande metrópole e está andando pela rua, seguindo sua vida, indo pro trabalho, ou pra casa da sua namorada e não mais que de repente voando do beco um maluco fortemente armado é arremessado e se estatela na parede do outro lado da rua. Do mesmo beco sai um figura muito rápido trajando roupa preta, com uma balaclava oriental e uma espada na mão. O maluco cheio de armas atira feito um louco nele, mas o cara da roupa preta se esquiva das balas correndo pra cima dele e o parte ao meio, promovendo uma verdadeira pixação em cima da arte dos gêmeos que estava no muro da parede atrás dele. Sem tempo pra descansar, um helicóptero surge lançando foguetes e metralhando o cara da balaclava, que começa a pular pelos prédios feito o Maranha (Homem Aranha).

Não, esse não é um trecho da versão estendida de Ninja Assassino, nem muito menos uma cena do próximo filme do Maranha, afinal, ele não usa espada, nem mata as pessoas (pelo menos não por vontade própria). Eu estou falando de ninjas urbanos. Essa temática sempre me agradou desde os idos de 80 e alguma coisa com filmes, como american ninja, e outras trasheiras mais da sessão da tarde.

O cenário dos games sempre foi uma área farta pra esse tipo de tema. Como o que importa é a jogabilidade e a diversão que isso te proporciona, você não precisa de um roteiro elaborado e bem contado pra curtir um jogo. Até porque se você joga somente por história de um jogo de ação, empolgando como se estivesse assistindo um Dogville, ou um Poderoso Chefão, se morre, que é um bem que você faz à humanidade.

Uma das minhas séries de jogos favoritas de todos os tempos é Ninja Gaiden, e provavelmente a mais popular do estilo também. Claro que você não tinha essa sensação toda que descrevi no início do post, na época, mas ainda tinha a sensação bacana do ninja que percorria por prédios e armazéns matando inimigos e monstros que imploravam pra você mostrar sua técnica de fazer sushi com eles.

Ninja Gaiden levava a sério o fato de te transformar em um ninja, porque só assim pra você conseguir terminar o jogo de tão difícil que é. E mesmo nos títulos mais recentes, a dificuldade é absurda. Meu controle escapou algumas vezes por muito pouco de ter voado na parede, depois de mais de 1 hora no mesmo chefe tentando matá-lo. A série ficou por eras sendo lembrado apenas por quem jogava os antigos títulos, até a Tecmo resolver trazer de volta o personagem no Xbox. E que jogo, os Ninja Gaiden das gerações mais recentes reinventaram a série, aproveitando o que podia dos primeiros, mas trazendo pra realidade dos jogos em 3D. O resultado foram 2 put@ jogos estilosos, únicos, divertidos e difíceis pra car@%$#&. A Tecmo ousou tanto na renovação da série que lançou um título que utiliza apenas a caneta stylus e um botão para defesa no Nintendo DS, e o jogo é igualmente bom. Mais um título de Ninja Gaiden está em produção, e dessa vez, segundo os produtores, é um reboot da série, ele não tem ligação alguma com os títulos anteriores, pensa se já não estou doido pra jogar.

No antigo Nintendo 8 bits tinha um título que poderia muito ter sido o rival de Ninja Gaiden ao longo das gerações, mas ao contrário, acabaram quase virando chapas. Shadow of the Ninja te permitia jogar com 2 pessoas, e isso era bem legal. O tema era o padrão desse tipo: um grande Caboclo do mal surgiu e quer dominar geral, e cabe a 2 ninjas impedir que tudo vire trevas. E assim Hayate e Kaede saem pra salvar o mundo. O jogo também era side scroll como ninja gaiden, mas se diferenciava no esquema de armas e movimentação. Ao longo das fases, você pegava um upgrade pra espada, que fazia ela acertar de um pouco mais longe, ou uma corrente com gancho na ponta, que você podia lançar pra frente, na diagonal, ou pra cima. Também tinha bombas e shurikens, afinal, não existe ninja sem shuriken.

O grande lance do jogo não ter se tornado um rival de Ninja Gaiden, é porque ele ficou por aí mesmo, estava até em produção um título para o gameboy, mas acabou que o título saiu como Ninja Gaiden Shadow, não sei se porque a Natsume, desenvolvedora do jogo, foi comprada, ou se por parceria com a Tecmo ou qualquer outra coisa.

A Sega não deixou por menos em relação a ninjas. Shinobi é uma série que não deixa em nada a dever pra qualquer concorrente. E ainda tem identidade própria forte. Apesar do personagem utilizar espadas e outros apetrechos ninjas, a arma mais utilizada em boa parte dos jogos da série é a  shuriken. O jogo fez tanto sucesso que até o Alex Kidd, antigo mascote da Sega, teve um jogo ambientado no mundo de Shinobi.

O forte da série foram os títulos para Mega Drive. Shinobi 2 e 3 são espetaculares, com direito a sequência correndo em cima de cavalos, se dependurando em ferros pelo teto, pulando de parede em parede, e por aí vai. É um jogo de ação com A maiúsculo. Tanto que gerou até títulos por fora, como Shadow Dancer, um put@ jogo de ninja em que você ainda tem um cachorro como auxiliar.

A série perdeu força depois da geração 16 bits, mas ainda assim, deu uma boa renovada no Playstation 2. O personagem se tornou mais sanguinário, literalmente. Isso acontece porque a espada do personagem do jogo é amaldiçoada e bebe o seu sangue se você não matar ninguem. O jogo é bom pacas, e uma pena não ter tido uma recepção tão forte, nem talvez desenvolvido melhor a ideia em possíveis shinobi posteriores. Mas um novo título está em produção pro 3DS, e espero muito que ele seja bom como os da geração master/mega drive.

Nem só de Demon’s e Dark Souls vive a FromSoftware. Muito antes desses 2 puta títulos medievais e difíceis que só a carrapeta, a empresa se aventurou pelos caminhos dos ninjas urbanos. Ninja Blade foi um título exclusivo para plataformas Microsoft (Xbox 360 e windows), e tentou beber bem das fontes de Shinobi e Ninja Gaiden. Criou sua própria cara também, mas pecou em algumas coisas. O jogo é um tanto repetititvo, com missões as vezes muito longas. Mas mesmo assim, é um bom título. Seria bom se a FromSoftware resolvesse levar a ideia de Dark Souls e trabalhar em uma realidade de ninjas. Gostaria de usar um personagem assim ao inves de um cavaleiro, em um jogo no mesmo estilo de vez em quando.

a) O post está enorme – eu sei. b) e poderia ser dividido em 2 partes  – eu sei.

Eu só não sabia aonde dividir. Pensei em falar dos antigos e novos títulos em separado, mas não faria sentido dividir shinobi e ninja gaiden em 2 partes, então, foi mal, mas usando técnicas ninjas, você consegue ler rapidinho.

Outros títulos Ninja, alguns não necessariamente são urbanos e os que tiverem asterisco, eu recomendo

  • Ninja Crusaders (nes)
  • Wrath of Black Manta (nes) *
  • Teenage Mutant Ninja Turtles, As Tartarugas ninja (várias plataformas e títulos) *
  • Tenchu (várias plataformas e títulos) *
  • Shinobido (Ps2, PSP e um novo no PS Vita)
  • Zen: The Intergalactic Ninja (Nes)
  • Ninja Five-O (GBA)
  • Goemon, The Legend of The Mystical Ninja (várias plataformas e títulos) *
  • I-Ninja (PS2) *
  • Bad Dudes vs Dragon Ninja (Nes, arcade e outras plataformas da época) *
  • Mini Ninjas (DS, X360, PS3, WIndows, mac)
  • Naruto (vários jogos e plataformas)
  • The Legend of Kage (Arcade e Nes e recentemente um título novo no DS) *
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: