Eu to vivo tá vivo

Nome de post esquisito né? Mas ainda não comecei a sequelar (muito) não. Eu tô falando do jogo entitulado I Am Alive, um projeto que surgiu pelas mãos do estúdio Darkworks em 2008 e depois acabou ficando em stand by pela Ubisoft. Essa semana na CES (Consumer Expo Show) eles resolveram tirar o projeto do limbo de notícias, e agora desenvolvido pela Ubisoft Shangai, apresentaram um pouco mais do projeto.

Com lançamento previsto para esse ano ainda e que estará disponível diretamente pela PS Store e Xbox Live, o jogo te coloca em um mundo pós apocalíptico em uma cidade fictícia no estado de Chicago, que foi separado do resto do continente. Nessa realidade a humanidade foi quase toda dizimada devido a escassez de água por um fenômeno em grande escala, além disso, um certo gás tóxico assola os poucos sobreviventes restantes (alguem lembra de Nausicaä: do Vale do Vento?). No meio disso tudo está o seu protagonista, andando pra lá e pra cá tentando sobreviver um dia de cada vez e encontrar a família perdida. Você terá problemas com paisagens em desmoronamento, grupos de sobreviventes mal intencionados que querem te roubar e otras cositas mais pra criar desafios no jogo.

Sinceramente eu não sei o que esperar, a temática e os vídeos que vi estão muito bons, mas sabe-se lá se os caras cagam na jogabilidade ou deixam o jogo extremamente repetitivo e sem desafios né. Sobreviver em cenários desolados é um tema farto, e de longe me lembrou a sensação desolada e desesperadora que tinha ao jogar Shadow of The Colossus. Espero que seja tão bom quanto.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: