Arquivo da tag: cuidado

Quando a brincadeira toma grandes proporções: Jennifer Hepler, roteirista de Dragon Age 2, deixa a Bioware depois de ameaças de fãs

banner noticias

Bom, o P2 postou ainda essa semana 10 conselhos que deveriam ser seguidos por gamers e pessoas que convivem com estes. Tô achando que a parada já deve ganhar um apêndice viu. Sexta, dia 16 de agosto, foi noticiado que Jennifer Hepler, principal roteirista de Dragon Age 2 e trabalhando em Dragon Age: Inquisition, deixou a Bioware. O motivo? Ela diz que é pela busca de outros rumos na carreira, mas ocorre depois de um tempo em que fãs muito revoltados com os rumos tomados em DA2, terem resolvido que ela deveria pagar por isso com a vida dela, ou de seus filhos e familiares, e começarem ameaçar a eles de morte… Consegue pensar em quão pequeno e estúpido isso é? Porra (foi mal o  palavrão, eu geralmente uso onomatopeias, mas dessa vez vai sem mesmo), eu entendo  ficar puto com a porra do jogo. Entendo também que pra muitos ele é muito mais do que apenas um lazer bobo, visto o tanto que as vezes nos envolvemos demais com determinado jogo, mas cara, consegue entender ameaçar uma pessoa de morte por ter cagado um jogo que você esperava muito? Dizer que os filhos dela deveriam desejar ter sido abortados pela vergonha de ela ser mãe deles? Caralho vei, tudo tem limite, e esse foi ultrapassado de longe.

Como se não bastasse se sentir mal porque não gostaram do seu trabalho, tudo melhora quando se é ameaçado de morte por isso

Como se não bastasse se sentir mal porque não gostaram do seu trabalho, tudo melhora quando se é ameaçado de morte por isso

Sei que na maioria das vezes, isso não passa de ameaça vazia e trollagem no sentido de “peça demissão ou muda de área minha filha, pq tu tem as manha de cagar algo fantástico”, mas a gente tem ouvido tanta notícia de assassinatos pelos motivos mais banais, que basta apenas um desses trolladores de zoeira resolver levar a sério a ameaça. E você estando na posição dela ou dos colegas de trabalho na Bioware, poderia afirmar quem tá falando só por crítica ao que você fez e quem tá fazendo uma ameaça real? Eu sei que eu não, mortes por rivalidades de torcida estão aí pra me fazer pensar assim.

É claro que ela se prontificou em dizer à imprensa que esse não foi o motivo, mas é mais provável dizer que esse não foi TAMBÉM o motivo. Quem se sente animado pra ir trabalhar com todo mundo te descendo o malho e ameaçando você  o tempo todo? A Bioware deve saber melhor do que ninguém o quanto esses caras odiaram o jogo, as vendas e a reação de público e crítica falam por si só. É certo que Dragon Age Inquisition pode até não ser o épico que DA: Origins foi, mas tenho certeza que eles aprenderam a lição o suficiente pra decidirem voltar ao caminho que DA:O trilhou.

Precisamos sempre relembrar que: por mais que o universo dos games seja fantástico, uma ótima forma de entreter e contar uma história épica, ainda são menores que as vidas de outras pessoas. A internet tem um poder agregador fantástico, mas também tem essa capacidade de potencializar esse tipo de trolladas em níveis absurdos.

Enfim, ela agora decidiu ser escritora freelancer e espero que ela não “erre” mais pra não “merecer” a morte dela ou de seus filhos futuramente.

E você o que acha? Deixa sua opinião, crítica, elogio, sugestão

Fonte: Metro UK

assinatura pnmp


Fórmula 1 da Codemasters e a nova campanha do Denatran

Um dia desses estou indo para o trabalho tranquilo, dirigindo meu carro, eis que vejo de relance um anúncio em um mobiliário urbano, ou simplesmente mob (aqueles espaços publicitários que ficam nas paradas de ônibus), e me deparo com esse anúncio:

Como eu estava dirigindo, com sono por ser cedo, e muito rápido, a primeira coisa que me ocorreu foi: “Eita, que massa, estão divulgando agora o Fórmula 1, da Codemasters”.

Claro que nas paradas seguintes que tive a oportunidade de olhar melhor (estando mais atento, e passando mais devagar), reparei que não se tratava da arte do game da Codemasters, mas sim da nova campanha do Denatran. Conseguindo ver direito, reparei que nem mesmo um carro era, e sim uma moto, hehe.

Foi bem engraçado, e pra quem saca, ou pelo menos ficou com a memória visual da arte de Fórmula 1 2010 (nem era 0 2011 como pensei na hora), talvez tenha tido o mesmo pensamento. Se foi um “plágio”, ou uma estratégia de associação de imagens que a agência que presta serviço para o Denatran teve ou não, eu não sei, mas utilizar de referência a arte de um jogo ligado a veículos, tendo a chance de o observador já conhecer, é provável que chame a atenção para a peça, como fez comigo.

Compare ela com essa aqui:

Repare que a visão por trás, o piloto (no caso do Denatran, motociclista), o esquema de cores, as luzes do carro (e da moto) acesos com o veículo quase em silhueta são bem semelhantes. Agora que você já viu a capa, provavelmente fará a associação como eu faço também.


%d blogueiros gostam disto: