Arquivo da tag: dark side

A lista negra de Link

Um grupo de fãs de Legend of Zelda teve uma ideia fo#$*@ de foda, resolveram reunir contribuições de artistas de tudo que é canto do mundo para fazer um projeto com outros personagens da série: os vilões.

Chamado de Link’s blacklist: A tribute to the dark side of Hyrule (A lista negra de Link: Um tributo ao lado negro de Hyrule), o projeto reune ilustrações de tudo que é tipo de estilo artístico com inimigos e chefes de diversos jogos da série. Impressionante o esmero e a visão que alguns desses artistas tiveram em transformar, no caso de alguns jogos, monstros aparentemente normais em criaturas assustadoras dignas de realçar porque o Link é realmente um herói.

Nightmare, de Link’s Awakening (GB), por jmatchead, dos EUA

Rainha Gohma de Ocarina of Time (N64), por Úrsula Dorada do Brasil

Shadow Hag Poe de Oracle of Ages (GBC), por Gakoru, da Bélgica

Swamola de A Link to the Past (Snes), por Chris Hegland dos EUA

Gyorg Pair de Minish Cap (GBA), por Rickey Shine dos EUA

Death Sword, de Twilight Princess (GC e Wii), por UniqueLegend da Austrália

Dead Hand de Ocarina of Time (N64), por Jujulica dos EUA

 

Curitiu a ideia dos caras? Dá uma olhada na galeria deles e veja muito mais inimigos de Link ao longo dos diversos games da série.

assinatura pnmp


Star Wars The Old Republic, me coçando

As pessoas que me conhecem sabem que não sou um adepto a MMO’s. Em todas as minhas investidas no estilo, nenhuma me prendeu demais. Adoro jogos multiplayer, mas MMO é meu fraco. De uns tempos pra cá, com máquina nova, cheguei a testar Dungeons & Dragons Online, Age of Conan, Champions Online e DC Universe Online, sendo que destes, curti mesmo DCU e Age of Conan. Mas um jogo que está me deixando tentado a investir mais uma vez no gênero, primeiro porque é Star Wars e segundo porque é Bioware, é o The Old Republic.

Uma coisa que me deixa ausente dos MMO’s é a falta de sensação que tenho de estar desenvolvendo um roteiro, mesmo com esses jogos todos que eu citei tendo um. Mas pelas coisas que li de SWTOR, boa parte do foco deles é pra esse lado, tentando te proporcionar as duas sensações ao mesmo tempo, tanto é que, assim como nos 2 KoTOR, você tem opções de falas ao conversar com NPC’s e coisas do tipo, suas decisões acarretam em caminhos diferentes.

O que li até agora de alguns poucos comentários tem variado muito de excelente, a uma grande bosta, mas como são poucos, prefiro esperar mais até aparecer uma certa coerência entre muitas opiniões. Pessoas que reclamam falam que o jogo ficou uma cópia espacial de WOW, enquanto pessoas que defendem dizem que o jogo teve o esmero já conhecido da Bioware, e que realmente é divertido o avanço do seu personagem através do enredo do jogo.

Como sou fã de Guerra nas Estrelas, certamente pegarei o jogo em um determinado momento da minha vida, mas por enquanto não dá, até porque tenho outros gastos de jogos a fazer, ao invés de pagar mensalidades. Mas essa edição de colecionador tá um piteuzinho viu, pena ser tão cara, olha os itens inclusos:

  • Estátua exclusiva de Darth Malgus
  • Caixa de metal para guardar os jogos
  • O diário do Mestre Gnost-Dural, por Satele Shan
  • Mapa galático da velha república
  • Aparelho autenticador de chave customizado
  • CD de trilha sonora
  • Caixa de colecionador de alta qualidade

Fora isso, a edição de colecionador tem ainda mais 7 itens digitais:

  • Flare Gun
  • Training Droid
  • HoloDancer: para projetar sua(seu) própria(o) dançarina(o)
  • HoloCam: pra guardar videos de suas missões no jogo
  • STAP: um veículo único pro seu personagem no jogo
  • Mouse Droid Exclusivo: droid Spun-ky pra ir com você nas aventuras
  • Loja exclusiva de edição de colecionador: Vendedor único no jogo com uma lista variada de itens


%d blogueiros gostam disto: