Arquivo da tag: jogar

Towerfall: O patinho feio dos lançamentos da semana

towerfall-ascension

Em semana de lançamentos como Titanfall e Dark Souls é difícil ter algum outro jogo que te gere interesse certo? Errado!

Fui conhecer por intermédio de um brother do trampo um joguinho que foi muito popular no Ouya, e que agora tava chegando pra Steam e PS4. Pelos comentários dele e algumas imagens, não dava nada. Até que vi um vídeo do joguinho em ação. A partir daí começou a ficar interessante, mas foi quando efetivamente testei hoje com ele e mais outro brother no intervalo do almoço é que consegui ver o ouro desse jogo. Veja porque Towerfall: Ascension é massa.

Pense numa proposta tipo Bomberman: 4 caras em um cenário, cada um por si, são todos arqueiros, e sua premissa é “o último de pé”. Junte a isso tudo, um estilo visual pixelado e buracos que te teleportam pra parte de cima do cenário, ao maior estilo Pac-Man, além de baús que te dão power ups como ficar invisível ou lançar flechas bombas, e tá feito o caos.

Caos é o que te aguarda nesse jogo, e não tem como não curtir

Caos é o que te aguarda nesse jogo, e não tem como não curtir

Você tem 2 modos de jogo, um modo quest, onde enfrenta hordas de inimigos ao longo dos cenários, e que pode ser jogado até 2 pessoas. E o ouro da parada, o modo versus. Até 4 jogadores se matando pra ver quem ganha. Basta apenas uma flechada (ou pisão, ao maior estilo Mario), para matar seu oponente, então se tu não toma cuidado nos avanços, roda. Se algum malaco te atira uma flecha, você pode atirar a sua também e ricochetear a que ia levar. As 2 ficam no chão, e passando em cima delas você repoe seu estoque (cada jogador começa com 3). Apesar do que eu disse, ficar vivo não é a única forma de ganhar no jogo, como ele só computa pontos das mortes, pode ser que seus oponentes tenham se matado, então os pontos vão pra quem matou quem, e se um morreu por alguma armadilha do cenário, ele na verdade perde um ponto, enquanto você que ficou parado assistindo a tudo não ganha PN, com isso é possível que você não morra em nenhuma rodada, mas não ganhe a partida no final. Isso torna o jogo mais desafiador, mas nem que uma po%%@ que eu vou querer apenas ver o circo pegar fogo, e provavelmente você também não.

No modo Quest, você vai avançando para novas dungeons ao redor do mapa do jogo

No modo Quest, você vai avançando para novas dungeons ao redor do mapa do jogo

Tudoquer comer o seu boga no cenário, tem hora que você morre e só vê porque no replay (sim, o game tem replay da última morte da rodada) passou como foi. Em uma partida, um amigo tava com um escudo de força, minha flecha pegou ele em cheio e  quebrou o escudo, como ela foi ricocheteada, e na hora, ele estava no meio de um pulo, acabou que ele  caiu, e minha flecha que estava no ar, foi bem em cima dele. Nunca ri tanto com um ponto em um jogo como nessa hora e… ah deixa eu mostrar essa po%%@ logo, graças ao replay gravado em gif animado.

Melhor ponto que já ganhei em uma partida vs

Melhor ponto que já ganhei em uma partida vs

Esse tipo de coisa é mil vezes melhor que o gol mais cagado que você já fez em um brother em Fifa ou PES, diz aí. Repare que além da minha flecha, caso ele tivesse conseguido escapar, a bomba que ele pegou, e minha flecha acertou, teria explodido ele. Em outras palavas, rodou de qualquer jeito, filhão. Detalhe, a partida só terminou ali porque eu precisava apenas de mais um ponto pra ganhar. Além de bombas, o jogo possui um arsenal de outros equips como espelho, que o torna meio transparente, dificultando ser enxergado no meio da correria pelos outros players, o citado escudo de força, flechas de raios, entre outras coisas. Mas nem sempre você vai conseguir usar, por serem tão rápidas as partidas.

O jogo é tão imerso no estilo retrô no qual foi concebido, que ele não tem DLC’s. Quer liberar outros personagens? Só jogando, como os bons e velhos jogos pré ps3/x360 o faziam. Infelizmente, o mesmo fator retrô que agrada com os bônus do jogo, desagradam com o ônus: o game só pode ser jogado via multiplayer local. Tenho certeza que a diversão maior é estando ao lado dos amigos e zuando na cara deles, mas em tempos de dificuldade em arrumar com quem jogar junto, o modo online é um tanto libertador. Espero demais que futuramente eles planejem um patch para inserir um modo multiplayer online, pois esse pequeno fator é o que me impediu de comprar o jogo, afinal, as maiores chances que vou ter de jogar serão com os brothers do trampo, e pra isso um deles já comprou.

4 personagens são liberados de início, outros 4 são liberáveis fazendo  objetivos específicos

4 personagens são liberados de início, outros 4 são liberáveis fazendo objetivos específicos

Mas ao menos o game não é caro. Preço normal de 25 reaus na Steam, mas está com desconto de 15% de lançamento. Além do Steam, e do Ouya, plataforma original, o game também saiu pra PS4. Eu digo que vale demais se você tiver amigos, pais, esposa, marido, irmãos, primos, enfim, alguém com quem jogar, se não tiver, sua diversão provavelmente diminui um pouco. Vamos esperar que desenvolvam um modo multiplayer pro game.

assinatura pnmp


Beta de Diablo 3 aberto a todos no fds! (F%$#ing News 20/04/2012)

Corre negada, a Blizzard liberou pra esse final de semana o uso aberto do Beta de Diablo 3, se você tem uma conta Battle.Net, é só baixar o jogo, se não, crie uma conta, segue aqui os passos necessários:

  • Conecte-se ao jogo ou crie uma conta Battle.net em http://us.battle.net/pt/
  • Crie uma BattleTag™, necessário para jogar Diablo III (O que é uma BattleTag?)
  • Efetue o download do jogo, percorra o processo de instalação e jogue entre às 12:01 p.m. PDT (16 horas, horário de Brasília) do dia 20 de abril até 10:00 a.m. PDT (14 horas, horário de Brasília) do dia 23 de abril.

Pense se já não estou baixando!

Fonte: Blizzard


Jogue Gameboy Color via browser

Já tinha visto fazerem isso com o NES, mas agora um programador fez uma versão em java de um emulador do Gameboy Color, é sua chance de jogar algumas coisinhas naquela folguinha da hora do almoço.

Entra no site aí!


5 Jogos para curtir com a namorada

Não é dia dos namorados, pelo menos não o nosso, mas nesse dia de São Valentim, é bom um joguinho para dividir o console com a namorada, esposa, noiva, ficante, rolo, B.A. ou o que você tiver de relacionamento com alguém. Seleciono aqui alguns jogos divertidos para jogar a dois.

Scott Pilgrim Vs The World: The Game (Xbox Live Arcade e PSN)

Não tem nada mais divertido, se você quer jogar em equipe, do que um jogo bobinho e despreocupado de porrada. Com Scott Pilgrim até o tema ajuda, já que você precisa enfrentar os 7 ex-namorados do mal de Ramona Flowers para poder curtir a namorada em paz. Se seu negócio é uma orgia ou um troca troca, tá liberado também porque você pode chamar os parceiros terceirizados, já que o jogo possibilita até 4 jogadores. É uma suruba só.

Mortal Kombat 9 (PS3, Ps Vita e X360)

É do tipo que gosta de pôr pra fora nos games tudo aquilo que você não solta na vida real com a(o) parceira(o)? Cai no pau com ela então! Senta bicuda na cara, chute nos peito, mordida na orelha e por aí vai! Claro que tudo em um bom game de luta né, nada dessas coisas na vida real não. Mortal Kombat é ótimo pra sair na peleja com a namorada e se aliviar pronto pra voltar feliz e cheio de amor pra dar na vida real.

World of Warcraft (PC)

Dias apertados e sem tempo para encontrar a namorada para um passeio? Se ela curte jogar mais do que aquelas partidas rápidas de finais de semana, você pode explorar Azeroth com ela. Pela horda ou aliança, é sempre mais divertido jogar esses games em parceria.

Tetris (uma cacetada de plataforma)

Jogos de puzzle sempre fazem a cabeça dos(as) companheiros(as) mais desligados(as) do mundo dos games. É uma boa pedida pra rir um pouco e matar o tempo a dois. Tetris é o perfeito exemplo disso, conheço aos quilos de gente que não é chegado em games, mas que adora Tetris.

Super Mario Kart (qualquer um)

Mario Kart parece ser um jogo café com leite, diverte a todo mundo independente do gênero que curte jogar. Só não vale apelar é deixar de jogar pra ficar só destruindo tua(eu) parceira(o), senão tu perde é a companhia e aí vai ter que marcar encontro com a sua mão.


%d blogueiros gostam disto: