Arquivo da tag: meu

Minha Sith Marauder

Minha personagem do meu vício recente


Que foda!

como já disseram no Dueling Analogs “mas é o chapéu vermelho que te dá asas!”


Muito duca

Essa sessão vai ser dedicada a posts com produtos gamers. Nessa categoria entram camisetas, bonecos, e outras coisas mais que forem da categoria. Até porque todo mundo quer se vestir bem ou ter coisas bacanas

E  já começamos com algumas coisinhas de uma loja que pago muito pau, a Think Geek , essa loja tem uma cacetada de produtos diferentes e engraçados, como sabonete em formato de bacon, carretilha pra pizzas em forma de Enterprise, etc.

Minecraft Union

Left 4 Dead Zombie Survival Medkit

8-Bit Imagination

Space Invaders, brilha no escuro

Fora as camisetas, a Think Geek ainda tem uma cara#*% de outros produtos foda e muito peculiares ao público gamer e/ou nerd.

Luva Térmica do Pac Man

Moedor de pimenta R2-D2

 Agora que você teve uma amostra do que eles vendem, abre essa m#@$$ de carteira aí e seja feliz, ou chora no canto se achando o bullynado do mundo.


E esse novo Batman hein? P*#@ merd@!

Se tem um personagem que estão tendo esmero nos produtos que lançam, esse personagem é o Batman. O que são os filmes do Nolan? Os animes do dvd Cavaleiro de Gotham? Os longas animados desde quando o Bruce Tim entrou nos projetos? Materiais assim  mostram o p#%@ potencial que o personagem tem pra gerar boas história e entreter.

Nesse mesmo nível, a Rocksteady tem feito um p#@% trabalho com os jogos do personagem, Batman: Asilo Arkham tá entre os mais fodas que joguei nessa geração, e certamente o mais foda que joguei do personagem na vida. Todas aquelas sequências brincando com o expectador/jogador (quem não lembra da cena que a tela fica preta, faz um barulho esquisito, e o jogo volta como se tivesse reiniciado, mas na verdade é uma sequência do espantalho?) te deixavam com vontade de continuar acompanhando a história, tudo isso unido com um gameplay fod*#$ de foda.

Dando continuidade ao Asilo Arkham, agora saiu Batman:Cidade Arkham (Arkham City), e eu mataria um corno pra ter essa p#%$ desse jogo logo. Dessa vez o Batman tem a cidade de Gotham para explorar, cheia dos vilões malucos espalhados por ela. Felizmente dessa vez, o cavaleiro das trevas (e os jogadores também) tem a ajuda de outros personagens para ajudar na missão. E pelo que li, o jogo não está decepcionando, todos os reviews foram absurdamente positivos a respeito do jogo. Uma média altíssima no metacritic fazem dele um dos jogos mais must have do momento pra mim. Principalmente porque gosto pacas do personagem, quem dera X-Men voltasse a ter jogos bons assim.

De fato, eu queria tanto essa p*@ª que eu compraria muito a edição de colecionador dela, que é uma senhora edição de colecionador. Ela vem com uma estatueta da Kotobukiya, um dvd com os animes curtas de Batman: Cavaleiro de Gotham, um livro de artbook do jogo, conteúdos de download extra do jogo e disco de trilha sonora, diga se não é uma p&#* edição de colecionador? Se meu bolso não estivesse tão furado, cogitaria comprar essa edição fácil fácil… Mas enfim a edição normal já me deixaria contente, oh que bosta é ser/estar pobre nessas horas.


Games + Boca suja = Pega no Meu Pixel

Já faz um tempo que estava querendo começar um projeto paralelo, só não sabia do que seria. Como publicitário de formação e designer gráfico de coração, estava mais propenso a algo voltado pra área, muito embora não sabia o que eu poderia aproveitar nesse espaço. Freelas? Um site discutindo sobre o mercado e sobre profissionais? Uma revista virtual? Nah.

Essa é a minha área, mas não é o que geralmente gosto de conversar em meu horário de lazer, então passei pras categorias principais do meu dia a dia de lazer: Quadrinhos? Música? Filmes? Desenhos animados? “P#&&@ nenhuma” me veio logo a mente. Todos esses assuntos eu gostaria de abordar, mas pra primeiro projeto paralelo como um blog, preferi me focar em um assunto só, então foi aí que cheguei a ideia: Um blog sobre games.

Aí eu parti pros detalhes da primeira divisão: “Sobre o que eu vou falar? Como vou abordar?” E depois de uma simples conversa com a esposa pensando sobre nomes pro blog (gostaria de algo que remetesse a games, mas com um “Q” de clássico, porque sou das velhas gerações”) saiu um “Pega no meu pixel, um blog desbocado sobre games”. A resposta dela de imediato foi “perfeito!” Por garantia, perguntei a mais um amigo o que ele achava e ele me responde: “você encontrou um nicho!” E foi exatamente o que pensei, a ideia é perfeita, sou desbocado e gosto de games pra c#%#&*$.

Então cá estou, desbravando esse espaço de comentar sobre games novos, antigos, notícias do mercado e o que mais dessas b*$%#@ tiver pra falar sobre essa área que agrada a tanta gente.

Espero ser do agrado de todos, mas se não for tambem f$*#-se. E um grande abraço a todos.


%d blogueiros gostam disto: