Arquivo da tag: playstation

Gamescom: Um pequeno (?) resumo

gamescon

Trabalhando o dia todo e com internet bloqueando conteúdos com temática de games ou de redes sociais, fica difícil conseguir acompanhar os grandes eventos ao longo do dia. Falta tempo mesmo pra conseguir assistir de noite e assimilar as informações dadas, mas vamos lá…

1. Datas de lançamentos de PS4 e o que virão de jogos de início para ele e XOne

Sony finalmente confirmou a data de lançamento para o seu novo console, dia 15 de novembro nos Estados Unidos e 29 de novembro na Europa e também no Brasil, mudando os planos de lançamento conjunto nosso com o americano.

Rime, exclusivo para PS4... Uma das lindezas anunciadas dos pequenos estúdios para a próxima geração

Rime, exclusivo para PS4, uma das lindezas anunciadas dos pequenos estúdios para a próxima geração.

Junto do console serão lançados uma boa lista de jogos, tais como Drive Club, Knack ou War Thunder.

Já para o XOne data de lançamento ainda não tem, mas dos lançamentos, algumas novidades como Crimson Dragon, Killer Instinct ou Ryse estarão lá na mesma data do console. O XOne será lançado na Europa com Fifa 14, me pergunto se o farão no resto do mundo.

2. A Sony enfim resolveu dar mais atenção ao Vita

Parece que a estratégia de abraçar os pequenos estúdios vem tomando um rumo. Diversos dos jogos indies a sair terão exclusividade entre os consoles, para os aparelhos da Sony. Alguns sendo multi (Ps Vita/Ps4) e outros exclusivos do portátil, é o caso de Murasaki Baby, joguinho bizarro que parece fazer bom uso das funções touch e giroscópicas do aparelho e Big Fest, jogo no qual você é um produtor de eventos musicais.

Além disso foi anunciado um corte no preço, o Vita passará a custar 199 dólares. Memory cards também terão preços reduzidos.

3. Demais anúncios da feira

Videozinho de gameplay de Titanfall só pra babar no ritmo frenético desse shooter futurista com mechas

E mais um Fable, agora permitindo jogar co-op com 4 jogadores, e ainda poder escolher o caminho do vilão, utilizando do smartglass pra ajudar a controlar lacaios e atrapalhar os heróis

E lá vem The Sims 4 com um teaser…

… e com um vídeo apresentando as novidades

Borderlands 2 será lançado também para o Vita…

borderlands-2-ps-vita-1377027850017_450x253

4. Opinião

Gostei bastante do lineup das 2 empresas para o lançamento. Se os erros do laçamento do PS3 fizeram a Sony aprender o suficiente pra recuperar a hegemonia da marca Playstation, a dedicação quase que exclusiva ao kinect nos últimos 3 anos e o planejamento furado da Microsoft para o XOne também fizeram ela correr atrás do prejuízo pra agradar aos fãs. Quem sai ganhando com essa história? Nós! A Sony tá dando toda a atenção possível a grandes e pequenos estúdios, evoluindo o tratamento com estúdios independentes, e trazendo milhares de novidades para os gamers.

A coisa melhorou tanto que resolveram dar a atenção em um rumo que acho muito bom para o Vita. Se o planejamento usando gráficos ultra avançados não deu certo, mesmo tirando o diferencial de interatividade para o concorrente da Nintendo, ao menos os novos jogos indies serão uma ótima (e barata) opção para jogar no portátil, e isso muito me interessa. Fiquei muito curioso para jogar Murasaki Baby, e acho até que seria hora de voltarem com os jogos diferenciais do predecessor, o psp. Games como Patapon ou Loco Roco seriam excelentes no Vita. Isso sem falar na queda de preço né, o que já estou vendo a Nintendo sendo obrigada a baixar o preço do 3ds caso o console da Sony passe a vender mais com essa redução e os novos títulos independentes. Finalmente vão baixar o preço dos cartões de memória também, não tem nada mais babaca do que inventar uma mídia exclusiva pro seu aparelho e colocar o preço dela lá em cima, te fazendo ficar em dúvida se compra um cartão ou um ou 2 jogos novos.

Por outro lado a Microsoft vai ter que correr atrás do prejuízo depois de tanta lambança. Tudo que foi planejado inicialmente pro XOne foi retirado aos poucos, inclusive a recente desobrigação em usar o Kinect sempre. Só espero que agora lancem uma edição sem ele, pra baratear o preço do console, se é que isso faz diferença, tendo uma máquina virtualmente mais fraca que o PS4. Mas no quesito jogos, a Microsoft ainda tem uns trunfos, não faz parte dos títulos de lançamento, mas se tem um jogo que vai me fazer sentir falta de ter o XOne até eu ser rico pra sustentar os 2 aparelhos, ou uma alma caridosa resolver me presentear, ou os 2, é Titanfall. Esse vídeo apresentado acima me deixou empolgado. Gosto de shooters, não é meu gênero favorito, mas quando o jogo chama a atenção, f&#@-se se é mais um no gênero. Correria frenética, pulos pelas paredes, utilização ou não de mechas, matar pilotos inimigos que ejetam de mechas, matar soldados inimigo quando você ejetar do seu mecha, e por aí vai… Me parece que será uma correria louca!

Killer Instinct parece que será ainda mais roubada do que se esperava. Serão lançados 6 personagens extras na primeira leva, cada um por 5 dólares (Jago é o único liberado com o jogo “gratuito”), pra levar um pacote com os 6 você pode pagar 20 dólares. Mais personagens serão lançados posteriormente com mais packs… Sério, to sem entender essa estratégia da Microsoft com Killer Instinct, isso tem um cheiro de cagada pesada com uma franquia que não merecia isso em sua volta.

O medo do futuro controle de conteúdo e drm’s que parecia começar a entrar no mercado nessa geração tem dado espaço a ansiedade e expectativa. Sei que não comprarei um console da nova geração tão cedo (ylods e 3rls me ensinaram nessa a não entrar em barco furado sem antes esperar um tempo hábil para testes), mas vou ficar passando uma vontade feroz vendo o novo desempenho dos futuros consoles. Agora tá um momento com cara de véspera de próxima geração de verdade.

Que venha a nova geração!

assinatura pnmp


E3 2012… o bicho vai pegar!

Todo ano é a mesma coisa… alguns meses antes da E3 começam a pipocar os rumores em todos os sites, blogs e revistas de videogame do mundo. Todo mundo fazendo previsões, revelando boatos e fazendo intrigas, claro!

E esse ano não vai ser diferente, a feira vai se realizar nos dias 5, 6 e 7 de junho, mas o mais importante sempre foram as conferências. Com a confirmação das datas das conferências da Microsoft e da Sony (ambas no dia 4 de junho), vamos mostrar aqui o que esperar das empresas:

E3: Los Angeles é, novamente, o palco da maior e mais f*#@ feira de games do mundo.

Microsoft:

– Vão falar massivamente das vendas do Xbox 360 e do Kinect no último ano, o melhor ano do Xbox 360 até agora (por incrível que pareça) e da conectividade da Live com o Windows Phone e com o Windows 8.

– Halo 4 e alguns outros exclusivos. Vídeo clássico do que esperar na Live Arcade.

O retorno de Master Chief em uma nova trilogia, agora nas mãos da 343 Industries. Sentiremos saudades da Bungie?

– Certamente abrirão espaço na conferência para o anúncio oficial do novo Call of Duty… o esperado é que seja Black Ops 2.

– Espaço também para a apresentação de GTA V. A parceria da Rockstar com a Microsoft continua de pé quando o assunto é GTA.

– O que esperar do Kinect nos próximos jogos, e provavelmente mais algum teaser encantador que no final não se mostrará tão surpreendente assim.

– Provável mostra do próximo Xbox, ainda sem nome mas com o codinome Durango, já sendo desenvolvido e com lançamento para o fim do ano de 2013.

Sony:

– Vão falar massivamente das vendas de conteúdo pela SEN, via PS3, PSVita e PSP. O melhor ano da Sony em vendas online de conteúdo.

– God of War 4, Last of Us  (veremos o gameplay dessa belezura?), novos títulos para o Move ou o esquecimento total do acessório.

Anunciado ontem, como você já viu aqui, God of War 4 promete abalar na E3 deste ano!

– O que há de novo para o PS Vita. Muitos ports e spin offs de jogos já consagrados da empresa.

– Possível apresentação do novo Medal of Honor, que pode ameaçar as duas grandes franquias de guerra do momento, Battlefield e Call of Duty, já que a empresa responsável pelo jogo será a Respawn.

– Provável mostra do próximo PlayStation, ainda sem nome mas com o codinome Orbis, já sendo desenvolvido e com lançamento para o fim do ano de 2013.

É tudo tão parecido que ficamos em dúvida sobre quem vai apresentar o que, mas tem mais… tem o que as outras empresas irão mostrar…

Ubisoft irá mostrar Assassins Creed 3 até cansar.

Capcom com Resident Evil 6.

RE 6 terá novos concorrentes no quesito zumbis, mas ainda é o favorito dos gamers. Esperamos que a Capcom faça o trabalho direitinho!

Sega com um novo reboot em Sonic (tá, esse é mentira, não resisti).

Bethesda com um novo bom jogo e, rezem muito, The Elder Scrolls Online, MMO que vai fazer todo mundo sair da linha!

EA e suas séries intermináveis de esporte (FIFA, Madden, NHL, MLB, e o retorno de NBA LIVE, será?)

Konami com a promessa de que o novo PES vai bater FIFA e terá uma nova engine e uma nova forma de se jogar futebol virtual. Essa já cansou, né?

PES: Promete uma nova engine, novos modos de jogos e vem com a Libertadores pro Corinthians tentar ganhar! Mas... essa foto é do FIFA 12!

E, acho que é isso, gostou? Não gostou? Pensa diferente? Comente!

E aproveite para assinar a nossa fanpage no Facebook: http://www.facebook.com/pages/Pega-no-Meu-Pixel/285330958195549


Harmonix anuncia Rock Band Blitz (que bosta hein?)

Com esse anúncio, cê tava esperando “mais um game da série com uma cacetada de músicas e os instrumentos periféricos típicos de sempre”, certo? Errou cara, dessa vez a Harmonix resolveu “inovar” e o jogo será um título lançado na SEN e Live Arcade, mas a jogabilidade será pelo seu joystick normal. Lembra de Rock Band Unplugged no PSP? Pois é, é aquilo ali que você vai jogar, só que com nome novo. Que seja pra manter o nome Rock Band vivo entre os gamers, mas porra, não tem mais graça alguma depois que você já jogou com os instrumentos.

Deviam fazer uma blitz pra multar essa coisa de sair

O game vai poder importar suas músicas dos outros títulos da série, assim como você também vai poder importar a (estonteante e gigantesca) lista de 25 músicas do RB Blitz para seu Rock Band 3.

Acho que levaram a sério demais o vídeo que satirizava Rock Band como carros em uma avenida

Só me resta torcer pra ter 25 boas músicas, porque vou considerar mais como DLC pro meu RB3 do que jogo novo de Rock Band mesmo.

Porr@ Rock Band Blitz, porr@ Harmonix, porr@ Rigopoulos.


Sony pode dar o maior tiro no pé da história dos games!

Será que a Sony vai jogar seus últimos 3 consoles e anos de tradição no lixo?

Já é notório que o PS4 estará na E3 desse ano. Todos os sites de games, todos os jogadores e até aquele seu amigo que acha que manja de games já sabem que isso vai acontecer. E que o provável lançamento do console está previsto para o fim de 2013. Porém, algumas notícias tem deixado este que vos escreve com o pé atrás em relação a um rumo que pode ser o fim da Sony nos videogames ou o fim dos jogos usados como conhecemos hoje.

Que as práticas de empréstimo, locação e venda de jogos usados não agradam as empresas do setor todos já sabem, o problema é a forma como a Sony vai tentar acabar com isso em seu próximo console. Uma pequena amostra já foi dada no PS Vita, que inibe os troféus em jogos previamente usados. Só quem rodou o jogo pela primeira vez recebe os troféus. É claro que isso já foi contornado porém nada impede a Sony de lançar um patch de correção e impedir a galera de burlar o sistema de novo.

No PS4, que até agora tem o codinome “Orbis”, parece que o negócio vai ser mais embaixo: os rumores apontam que o “Orbis” terá algum tipo de sistema “anti jogos usados” tanto para os jogos baixados através da SEN (o que acabaria com o sistema de partilha de jogos) como para os jogos em Blu-Ray fazendo com que TODOS os jogos fiquem atrelados a uma conta da SEN e a um console. Para isso a medida adotada será a de só permitir que um novo jogo rode em um console se ele estiver com uma conta LOGADA na SEN, ou seja, se ele estiver online. Os jogadores serão OBRIGADOS a iniciarem os seus jogos apenas quando estiverem online.

A maior bizarrice nisso tudo é que os jogos poderão ser emprestados, funcionarão em outros consoles, mas só como TRIAL! Você empresta uma DEMO para os seus amigos agora e se ele quiser jogar o jogo completo, deverá pagar uma taxa na SEN (como já é feito com os features online de alguns jogos hoje) para poder usufruir do conteúdo completo do disco, mesmo se for OFFLINE!

Certamente existe um estudo sobre isso nos bastidores da Sony, mas talvez eles não estejam levando em conta algumas manifestações recentes como a da comunidade de Left 4 Dead, que tentou boicotar o segundo jogo (lançado 1 ano após o primeiro e sem nenhuma novidade) e fez um certo barulho que chegou até a incomodar a Valve em alguns momentos. A resposta para a Sony pode ser muito maior e isso pode influenciar diretamente nas vendas de hardware e software da empresa.

Pouco tempo antes dessa notícia, a Microsoft já havia falado em algo parecido com esse sistema, mas negou os boatos e disse que isso não é possível AINDA, mas parece que a Sony já achou a sua fórmula de fazê-lo.

Será o fim do Troca Jogo? A Sony aposta que sim! E quem se f*#& novamente somos nós!

Em tempo: Parece que a Sony já começou a distribuir os devkits do Orbis para algumas empresas e que a “melhor softhouse ligada a Sony no PS3” (leia-se Naugthy Dog) já estaria desenvolvendo a sequência de “um jogo que ficou muito famoso no PS3” (leia-se Uncharted) e que esse jogo possívelmente será um dos jogos do lançamento do console. É esperar pra ver.

E ainda sobre os devkits, eles tem CPU AMD x64 e GPU AMD Southern Islands, que provavelmente permitirão gráficos em 4096×2160 (mesma resolução utilizada nos cinemas digitais) e, consequentemente, 1080P para vídeos em 3D. Novamente uma máquina a frente dos concorrentes e, possivelmente, com um preço mais elevado também.

E, como era de se esperar, a Sony não confirmou nenhum dos rumores! Filhos de uma cadela!


The Simpsons Arcade: Relançamento na Live/PSN

Quem viveu a febre dos fliperamas e arcades das décadas de 80 e 90 muito provavelmente curtiu a era dos beat em ups (aqueles jogos de andar e bater). Tartarugas Ninja, Final Fight, X-Men (com direito a 6 pessoas em algumas máquinas), Cadillacs & Dinosaurs entre outros fizeram a alegria de muita gente. No meio desses games, um bem improvável conseguiu essa façanha também, The Simpsons: The Arcade Game.

Na minha época de moleque, Tartarugas Ninja era hegemônico nas casas de arcade (eita plataforma superior da antiga Divertilândia do Parkshopping…), mas Simpsons tinha quase tanta gente quanto. A Konami tinha a mão certa para fazer esse estilo de jogos. Tanto ele, quanto os 2 TMNT ou X-Men compartilhavam do mesmo ritmo frenético com movimentações suaves, multiplayer pra muita gente e hordas intermináveis de inimigos na tela.

Na história, Smithers, aquele paga pau apaixonado pelo Sr. Burns está roubando um diamante para ele. Na hora de sair da loja, eles trombam na Marge com a Maggie no colo, e acaba que o diamante cai na boca da bebê, que a usa como chupeta. Smithers então sequestra a Maggie e assim começa a porradaria da família amarela.

É uma história um tanto incomum e sem sentido, mas o jogo é divertido pacas, milhares de personagens secundários e terciários vão dando o ar da graça ao longo das fases, seja te atrapalhando, ajudando, ou só pra aparecer.

O game não está assim muito falado, mesmo entre o pessoal que viveu essa era dos arcades e tem essa sensação de nostalgia com o jogo, mas pra mim, não é nenhum investimento pesado pagar 800 MS points na Live Arcade, ou 10 dólares, na PSN. Vale a relembrança. De qualquer forma, não sei se na PSN teve demo desse jogo, mas na Live, todo jogo arcade tem versão demo, então você pode testar e ver se te agrada. Sei que  é compra certa pra mim, assim como foi X-Men, TMNT Arcade e TMNT Turtles in Time: Re-Shelled.


F&%$ing News 11/01/2012

Sony acabou com a put@%$@

Nem durou muito a “boataria forte” sobre o PS4 ser apresentado na E3 desse ano. A Sony já divulgou uma nota de que não vai rolar porr@ nenhuma de apresetação disso. Sinceramente eu queria que isso fosse apenas uma estratégia pra “causar surpresa” apresentando escondido o aparelho na E3.

Falando em Sony, e o Vita no Brasil hein?

A Sony divulgou hoje também que no Brasil o Vita terá uma edição especial, vindo com um cartão de 4gb e mais o jogo ModNation Racers totalmente em português. Eu tava querendo uma edição especial era de preço, já que não falaram PN sobre isso ainda. O aparelho acompanha o lançamento americano, marcado também pro dia 22 de fevereiro.

Diablo III nos consoles

Esse é uma boa (ou não) notícia. Aparentemente um profissional da Blizzard teria soltado no twitter que existe um responsável pela versão de consoles do jogo. Minha dúvida é: PS3 e X360 suportam rodar o bicho? Diferente do pessoal que joga em PC’s fracos em que desligam tudo que é opção gráfica pra rodar, nos consoles ninguém quer jogar versões meia boca dos jogos. De qualquer forma, Diablo combina mais com pc do que com videogame.


Vita Curta?

Quem leu os tópicos sobre os portáteis da nova geração aqui, aqui e aqui viu o que comentei de expectativas e realidade em relação aos portáteis. Na época, o Vita não havia sido lançado, então tudo era relacionado ao  que divulgavam do potencial do aparelho em comparação ao que já tinha dado errado do 3DS, que já tinha sido lançado. Pois bem, o Vita foi lançado e já começaram a aparecer consumidores no Japão reclamando sobre o aparelho.

Alguns vários reclamaram de problemas na tela de toque e de congelamento no sistema, outros reclamaram do aparelho não ler o cartão. Teve até um jornalista japonês reclamando do aparelho travar e precisar ser resetado segurando o botão pra forçar o reset. Teve casos ainda de gente com problemas de pixel morto na tela. Enfim, todos casos geralmente previsíveis em lançamentos de aparelhos, mas o pior não é esse. Se por motivo do mercado japonês hoje ser completamente louco (pra não dizer inexistente) ou por conta desses problemas todos apresentados, fato é que o Vita não está vendendo nada por lá. Pra ter uma ideia, o PSP vendeu mais que o Vita. A situação tá tão tensa que há relatos de algumas lojas vendendo o aparelho com 20% de desconto, segundo o Gamesradar.

A coisa não anda nada boa pra Sony, o aparelho é bem carinho, mas é o preço esperado por ele (diferente dos 500 dólares do ps3 inicial), tanto que o preço era próximo ao do 3DS, antes do corte de Julho, e com uma engine muito superior. Mas ainda assim, eu prefiro opinar sobre vendas depois do aparelho sair no mercado ocidental. Como eu citei acima, o mercado japonês anda meio louco onde só se vende minijogos e novela japonesa (leia-se rpg’s de adolescentes andrógenos com problemas sociais).


%d blogueiros gostam disto: