Arquivo da tag: ryu

Origem dos ataques de Street Fighter

Saboten, um ilustrador francês fez uma tirinha explicando como são os golpes do Ryu.

Aos que não souberem inglês, joguem as frases no google tradutor só pra ouvir o som delas.


Muito Duca 8

Sei que essa época deve ser período de contenção de gastos por conta dos excessos de fim de ano de uma parte, mas tem aqueles que preferem economizar e comprar nesse período pelas promoções que volta e meia aparecem.

Descobri o Splitreason googleando por aí, não estão necessariamente em promoção, mas curti pacas as estampas das camisetas deles.

Hadouken

DON Corleone?

Jedi tomou um sabre no joelho (a piadinha de SKyrim mais chata e babaca all the times)

Chocovania

Samus Danadinha

Conquista bloqueada


Tatoos: porque o vício já faz tão parte de nós que carregamos no corpo

Viciado em games?Bah, conheço aos quilos.

Tem altas camisetas com temáticas? Mais comum que ryroca entortar pra esquerda.

Ser tão fã que carrega seus pixels favoritos desenhados no corpo? Agora você começou a impressionar.

Seguem alguns malucos que resolveram colocar seus megamans, ryus e marios espalhados pelo corpo.

O post é em um momento extremamente inoportuno pela perda que uma amiga teve por conta de tatuagem, e peço desculpas pelo incoveniente, por isso resolvi segurar um pouco.


Ultimate Marvel vs Capcom 3 – uma put@$!% sem tamanho

Em novembro sai a versão definitiva de Marvel vs Capcom 3, e digo isso não só pelo “ultimate” no nome do jogo, mas porque essa é a versão final do jogo de verdade. Se você é mais um dos que se sentiu otário depois de ter comprado MvC3 em fevereiro pra 2 meses depois anunciarem o UMvC3 com tudo que não tinha no primeiro, você tem motivos pra ter raiva da Capcom. Não se trata de “aah mas eles faziam isso nas versões anteriores de street fighter, sempre acrescentando mais personagens e bla bla bla”. A questão não é essa, Marvel vs Capcom 3 não te permite assistir as lutas dos amigos quando se está numa sala com mais de 2 pessoas jogando vs,  o jogo não tem um modo torneio, básico desde Super Street Fighter 2 HD que saiu até antes de SF4 pra Live/PSN, além de otras cositas mais.

O que deixou muita gente com vontade (eu incluso) de mandar a Capcom empinar a bundinha pro Kid Bengala e falar “vai com tudo” com esse jogo, foi mais o fato de você sentir que comprou um protótipo mesmo. Tanto que essa versão está saindo no mesmo ano de MvC3, não esperaram nem bater 1 ano do lançamento do jogo, pelo menos pra “disfarçar” que eles planejaram isso.

Pra mim, e pra muitos, acho que aliviaria e muito se eles lançassem esse UMvC 3 como DLC de MvC 3, como fizeram com Super Street Fighter 4 Arcade Edition, pois aí os donos de MvC3 não precisavam ter que se livrar às pressas e quase de graça de um jogo que 9 meses depois já é velho e ultrapasssado pra comprar o novo.

E sabe o que é pior? A Capcom tem acertado muito na mão com vários títulos deles, os jogos são bons, e com isso as pessoas acabam se tornando p#%@inhas dela pra jogar títulos que são bem recebidos por público e crítica. Só sei que esse UMvC3 eu só pegarei quando tiver folgado, sem outros títulos em mente, e se achar um usado em promoção por aí, porque com essa felação anal que a Capcom tem promovido não rola de pegar lançamentos deles.

Parafraseando o pensador, Away de Petrópolis, “Capcom, enfia a dentadura no c* e sorri pro car@&§, vai tomar no c$ tranquilo, valeu”.


%d blogueiros gostam disto: