Arquivo da tag: vício

Tudo demais é ruim

Semana passada foi noticiado o primeiro maluco a morrer por conta de Diablo 3. Na hora, a primeira coisa que pensei foi “lá vem mais um daqueles coreanos que alucinam demais na parada”. Pra minha surpresa (ou não, já que esse pensamento foi praticamente um preconceito baseado na quantidade de notícias de coreanos que morrem por causa de jogos), o cara não era coreano, e sim americano, e teoricamente deveria ser alguém resolvido na vida, já que tinha 32 anos. Mas resolvido era tudo o que o cara não era. Parto pelo princípio de que se fosse, primeiro não passaria 72 horas seguidas jogando, e segundo, não morreria por conta disso, afinal, ainda que por vontade extrema de jogar, e se esforçando (ridiculamente) ao máximo, você precisaria dar uma paradinha pra comer algo mais do que um Doritos ou Bono, que deve ter sido o único tipo de alimentação que ele teve nesses dias todos, e também para cochilar por 3 ou 4 horas que fossem, se não uma noite saudável de sono, pra continuar.

É pro Diablo morrer, no máximo o seu char, mas nunca o jogador

Não sou festeiro. Nem em meu tempo de faculdade, que geralmente é uma fase em que se está muito na pilha por festas, shows, reuniões de amigos, além das aulas e trabalhos, etc, eu fui pilhado a ponto de ficar 72 horas acordado, mas mesmo que fosse, chega um ponto que você sente que o corpo tá pedindo arrego.

Segundo a matéria, os próprios amigos do cara diziam pra ele que precisava se cuidar melhor, chegaram até a oferecer sessões de academia pro bicho se cuidar, mas ainda assim ele não quis. Eu não sou nenhum exemplo do senhor saúde, aliás ando até um pouco (um pouco o c@r@lho, muito) mais descuidado do que deveria, pois estou a muito tempo sedentário e comendo mais besteiras do que deveria, mas tenho ainda o mínimo de preocupação em me alimentar direito nas horas certas e comer mais frutas e verduras, o problema é o lanche da noite.

Ri muito dessa imagem quando a vi a primeira vez, mas depois desse cara que morreu, não duvido de ele ter feito algo parecido.

A Big Boss já reclamou várias vezes comigo por achar que dedico tempo demais a um hobby supérfluo como os videogames, eu até concordo que jogo demais, mas dos dias que bato recorde de jogar, no caso 6,8, ou 10 horas seguidas, eu me sinto mal de ficar tanto tempo na frente do aparelho, mas sei que é um momento raro de estar muito empolgado com um jogo. Minha média acaba sendo a de 2 a 4 horas por dia, sendo que tem dias que nem jogo. Ou seja, seria o mesmo que assistir uns 2 filmes por dia, e duvido que alguem vire pra um cara que curte filmes e diga que ele está vendo filmes demais nessa proporção como uma coisa que não é sadio.

Enfim, eu entendo a reclamação dela, que só faz exatamente porque eu não estou me dando tempo para exercícios físicos, ou dividindo esse tempo com algo que me dê  mais retorno, como um curso de especialização na minha área profissional, por exemplo, mas o que procuro manter pra mim sempre em auto avaliação, e que todos os gamers que entram na categoria do “você joga tempo demais”, deveriam fazer é que esse nosso tempo jogando tem que ser sempre reavaliad, senão estamos sempre acrescentando meia ou 1 hora a mais todo dia, e acabamos em uma situação em que os games  deixam de ser um prazer saudável pra criar uma doença. Pessoas que não são gamers nunca entenderão jogar videogame mais de 2 ou 3 horas em 1 dia, mas nem por isso é saudável ficar 10,12 horas diárias.

 

Se liga rapá, tu não vai querer ficar desse jeito né?

Cuidem-se todos, não quero perder leitores, e mais importante, não quero perder colegas de hobby por conta de excesso de pegadas em pixels.

Anúncios

Séries de bonecos (action figures, pros frescos) baseadas em games fodas

Quem coleciona games, dificilmente, em muitos casos se prende apenas apenas aos jogos, muitos gostam muito de ter um pôster, uma estátua, um chaveiro, ou o que for baseado nos seus personagens em pixels ou CG favoritos. No meu caso, e de muitos outros fãs esquisitos desse tipo de entretenimento, os bonecos são dos mais procurados pra enfeitar prateleiras e mesas. Action Figure é o meu p@u voador das galáxias, me recuso a ficar estrangeirizando uma palavra que já tinha nome popular por aqui. Sempre chamei de boneco e sempre será boneco pra mim.

A indústria dos bonecos andou turbinando muito nas últimas décadas, tudo por conta de nós, possuidores da síndrome de Peter Pan, que passaram a colecionar esse tipo de coisa, criando um mercado novo, além das crianças. Fala sério, é legal pacas uma prateleira cheia de miniaturas bem feitas dos personagens que você gosta. Eu trabalho como ilustrador, como não poderia gostar desse tipo de buginganga também? Sendo assim, vamos lá, fiz um apanhado de alguns bonecos que acho fodásticos baseados em games.

Megaman/ X/ Zero

A Kotobukiya é conhecida pacas entre os colecionadores, seus bonecos e estátuas sempre tem muitos detalhes, não poderia ser diferente com os de Megaman, mesmo com os personagens não tendo tantos detalhes visuais.

Megaman

Esse Megaman tá muito foda, e vem com milhares de mãos e detalhes pra trocar e colocar, fazendo tudo que é posição.

X

Suportes sempre são uma boa para ajudar a mudar posições e o escambal, o boneco é estiloso como as artworks originais do game

Zero

O Zero ficou tão estiloso quanto seu parceiro de série, com a vantagem da cabeleira que fica esvoaçante!

Gears of War

A Neca é uma empresa americana que volta e meia surpreende com as escolhas dos temas, como foi com as versões baseadas nas antigas HQ’s dos Tartarugas Ninja. Não é diferente com Gears, os bonecos são brutos e detalhados iguais ao game da Epic. Proibido pra qualquer prateleira com acesso infantil, hehe.

Marcus Phoenix

Bruto que só ele, só faltava pular sangue de uma ferida.

Ticker

Quero ver tu dormir com essa cria das trevas do teu lado

Cole

Cole, o mais bacana de todos os membros dos COG's, engraçado, comediante e boca suja, além dos berros. Ter o Marcus ou um Locust não é nada sem o Cole do lado

Final Fantasy

Falar de bonecos baseados em games não existe sem falar dos baseados em uma das séries de RPG mais famosas do mundo dos games. A cada título novo são milhares de novos produtos baseados nos personagens, isso sem falar de filmes ou desenhos animados que também  geram novos bonecos. Só não fizeram ainda o Phantom Train de Final Fantasy VI pra eu poder dar um Suplex nele.

Gabranth

Falem o que falarem de FFXII, eu curti bastante o jogo. Os juízes são uma figura forte no jogo, e os bonecos ficaram tão estilosos e imponentes quanto

Aeris

Até hoje fico puto e empolgado com a Square por ter matado Aeris ainda no meio de Final Fantasy VII. Marcou a personagem mais do que provavelmente ela marcaria se tivesse vivido o jogo inteiro. Pelo menos com o boneco ela continuará na sua prateleira de buenas

Squall

Quero ver um duelo dessa gunblade com a metralhadora com serra de Gears of War

Assassin’s Creed

Assassinos participantes de conspirações milenares também tem bonecos estilosos. Ezio e mesmo o pobre Altair, que ficou ofuscado tamanho sucesso dos títulos posteriores da série, tem bonecos fodásticos também produzidos pela Neca.

Altair ficou até bacana como boneco, mas parece ter seguido o mesmo passo dos jogos.

Ezio

Parece maldade, mas o Ezio ficou realmente mais fodão que o Altair nos bonecos também

Pretendo mostrar outros modelos em posts futuros mais bonecos baseados em games. Isso anda tendo aos montes, em destaque alguns como os de Street Fighter 4 , God of War ou Halo.


Minha Sith Marauder

Minha personagem do meu vício recente


%d blogueiros gostam disto: