Arquivo da tag: walking dead

Teaser da 2ª temporada de The Walking Dead: The Game

twd3

Nem bem começamos a desenrolar  a história de “A Wolf Among Us”, baseado na hq Fables (Fábulas no Brasil, pela Panini), e a Telltale já vem deixar todo mundo em alvoroço com os primeiros sinais da segunda temporada de The Walking Dead.

Difícil não spoilar pra quem não jogou ainda (você merece a morte em forma de pênis de titânio com esporas), mas  sem entrar muito no mérito, Clementine teve uma certa segurança (se é que isso é possível em TWD) na primeira temporada, e agora o bicho vai pegar pra ela. E esse é o ponto que o teaser ressalta:

Além do teaser, a Telltale divulgou algumas imagens apresentando novos personagens no caminho de Clem. Expectativas também para como será a entrada dos personagens apresentados no DLC 400 Days.

É Clem, o bicho vai pegar ainda mais pro teu lado, mas estaremos nessa juntos. A segunda temporada tá prevista pra começar ainda esse ano, concluindo em 2014.

assinatura pnmp

 


The Walking Dead é do baralho!

Se você já viu os posts anteriores em que comentei de Walking Dead, perceberá que mudei minha opinião assim que vi como seria o gênero do jogo. O Player 2 chegou a pensar em um review para o jogo, mas não conseguiu chegar em um em que não spoilasse horrores do que acontece, o que não nos impede de ao menos opinarmos sobre ele. Ele terminou o jogo na semana passada, eu joguei ontem.

Embora curto, o jogo te coloca fácil no clima da hq e da série. Dividido em 5 capítulos (nos quais os outros serão distribuidos 1 por mês), o capítulo 1 te apresenta Lee Everett, um professor condenado a prisão por ter matado a mulher e o amante dela, um senador. Lee está sendo levado por um carro da polícia para fora de Atlanta quando começam a acontecer coisas estranhas na cidade. Daí pra frente prefiro não ter que comentar mais nada pra não estragar a sua surpresa ao jogar.

Lee Everett é o protagonista do jogo, um detento sendo levado para a penitenciária que tem seu destino mudado no início do apocalipse zumbi

O game não é difícil, por desatenção apenas eu morri uma vez, mas duvido quem consiga a façanha de morrer nesse game. Isso não quer dizer que você não fique um pouco tenso esperando a hora de agir ou qual botão apertar no meio da bagunça.

Como falei nos posts anteriores, as consequências dos seus atos continuam com você ao longo do jogo, se você diz que é vascaino, os flamenguistas te zuarão pelo vice, se disser que é corinthiano farão referências a Libertadores nunca conquistada. Claro que essas opções são brincadeira, mas é só pra dar a noção de que você sofre mesmo as consequências dos seus atos, inclusive terão momentos em que as suas escolhas serão fatais, te colocando bem no drama que muitas vezes os personagens do romance vivem, como salvar pessoa x ou y.

Como na HQ e na série, a presença de personagens infantis e constante

O jogo é curto, mas também não é caro, cada capítulo está em torno de 5 dólares, não vai matar o seu bolso. O que vai te matar é esperar mais 1 mês pra jogar a continuação, que é a mesma ansiedade que você passa, se acompanha as hq’s ou a série.

“Mim beija gato!”

Deixo em aberto pro Player 2 comentar por aqui se ele quiser complementar algo que não contemplei.


F%$#ing News 15/02/2012

Karateka vai ganhar remake na Live/PSN

Que massa isso, joguei em tudo que é plataforma possível! Karateka é um jogo MUITO das antigas, que saiu primeiro para Apple II lááá pra 1980 e lá vai xoxot@. Posteriormente teve adaptações para Nes, Gameboy, entre outros. Jordan Mechner, criador do jogo, e também de Prince of Persia, disse que está na hora de revivermos o jogo e anunciou um remake para essa geração. Na história, sua gata foi sequestrada (oscar de melhor roteiro original), e cabe a você e sua prática do Karatê, sentar a piroc@d@ em todo mundo que ficar no seu caminho. Claro que hoje muita coisa mudou, mas para a época, assim como Prince of Persia, uma das coisas que impactava o jogo é em como os movimentos pareciam mais reais do que os outros jogos da mesma época.

Surgem novas telas do jogo de Walking Dead

Ainda sem entrar em muitos detalhes de como será o jogo, surgem mais telas do jogo baseado nas hq’s (e não na série, como imaginam) de Walking Dead. Acho que esse gênero de jogos sobre zumbis anda um pouco saturado, mas vamos esperar que seja foda né.

Junto com as imagens, a Telltale Games divulgou também um dos vídeos que eles vão lançar mostrando a produção do jogo, chamado Playing Dead (algo como Bancando o Morto). Isso demonstra um certo zelo a mais com a produção do game.


%d blogueiros gostam disto: